O funeral

Saindo do supermercado, um homem depara com uma inusitada procissão de funeral.

Primeiro vinha um caixão preto. Depois um segundo caixão preto. Em seguida um homem sozinho levando um pitbull na coleira. Finalmente atrás dele uma longa fila indiana só de homens.

Sem conseguir conter a curiosidade, ele se aproxima delicadamente do homem com o cachorro e diz:

“Meus sentimentos por sua perda. Eu sei que o momento não e apropriado, mas… eu nunca vi um enterro assim… o senhor poderia me dizer quem faleceu?”

“Bem… no primeiro caixão esta a minha esposa”

“Sinto muitíssimo! o que aconteceu com ela?”

“Meu cachorro… ele a atacou…”

“Que tragédia! E o segundo caixão?”

“Minha sogra… ela tentou salvar a filha…”

Um silêncio consternado e pungente. Os dois homens olham-se nos olhos.

“Você me empresta o cachorro?”

“Entre na fila!”

Anúncios

Cachorro esperto

Quatro homens estavam discutindo quem tinha o cachorro mais esperto. Um Engenheiro, um Contador, um Químico e um Funcionário Público.

Para se exibir, o engenheiro chama a sua cadelinha:

– Régua T, faz aquilo!

Prontamente, a cadela sobe numa mesa, pega papel, caneta e desenha um círculo, um quadrado e um triângulo.

Todos, assustados, concordaram que era um cachorro BEM esperto.

Mas o Contador disse que o seu fazia melhor.

Chamou sua cadelinha e disse:

– Planilha, vai fundo!

A cadela entrou na cozinha e de lá saiu com 12 biscoitos, os quais dividiu em 3 pilhas de 4.

Ainda mais assustados, todos concordaram que aquilo era surpreendente.

Mas o Químico disse que a sua era melhor.

– Molécula, vai lá!

A cadela levantou-se, abriu a geladeira, pegou um litro de leite, um copo de 300 ml e colocou exatamente 200 ml de leite nele sem derramar uma gota sequer.

Silêncio. Todo mundo ficou abismado!

Num instante, alguém virou para o funcionário público e perguntou:

– E o seu cachorro, o que faz?

O funcionário público ordena:

– Descanso, sua vez!

Descanso pulou do seu canto, comeu os biscoitos, tomou o leite, fez cocô no papel do desenho, transou com as 3 cadelas, alegou que machucou as costas ao fazer isso, protocolou um relatório de dispensa por falta de condições de trabalho e foi pra casa o resto do dia por dispensa médica.

Animais no hotel

Um homem escreveu para um hotel fazenda na Irlanda perguntando se eles aceitavam seu cão como hóspede.
Recebeu a seguinte resposta:
“Caro senhor, trabalho no hotel há mais de 30 anos. Até hoje, nunca precisei chamar a polícia para botar para fora um cachorro bêbado no meio da noite. Nenhum cachorro jamais tentou me passar um cheque sem fundos. Nenhum cachorro jamais queimou o cobertor com cigarro. Também nunca encontrei a toalha de rosto do hotel na mala de um cachorro… Seu cachorro é bem vindo! Se o senhor se garante, pode vir também!”