Melhor coisa do mundo

A calcinha não é a melhor coisa do mundo, mas está bem perto.

Boas vindas

Tês casais – um casal de idade, um casal de meia-idade e um casal recém-casado – resolveram se juntar a uma igreja.

O pastor informou:

“Nós temos exigências especiais para paroquianos novos. Vocês têm que se privar de sexo por duas semanas”.

Os casais concordaram e voltaram ao término de duas semanas.

O pastor foi até o casal ancião e perguntou “Vocês foram capazes se privar de sexo por duas semanas?”

O homem respondeu, “Nenhum problema, Pastor”.

“Parabéns! Bem-vindos à igreja” disse o pastor.

O pastor voltou-se para o casal de meia-idade e perguntou:

“E vocês, foram capazes de se privar de sexo durante as duas semanas?”

O homem respondeu:

“A primeira semana não foi tão ruim. Na segunda, para conseguir, eu tive de dormir no sofá durante um par de noites, mas sim nós conseguimos”.

“Parabéns! Bem-vindos à igreja”! disse o pastor.

O pastor dirigiu-se então para o casal recém-casado e perguntou:

“Bem, vocês foram capazes de se privar de sexo durante duas semanas?”

“Não, Pastor, nós não pudemos ficar sem sexo pelas duas semanas,” o homem jovem respondeu tristemente.

“O que aconteceu”? indagou o pastor.

“Bem, minha esposa estava alcançando uma lata de milho no topo da prateleira e derrubou-a. Quando ela se agachou para apanhar, eu fui tomado pela luxúria e tirei vantagem dela ali mesmo”.

“Você entende, isto significa que vocês não serão bem-vindos na nossa igreja”, declarou o pastor.

“Nós sabemos, Pastor, depois disso, nós também não somos bem-vindos no Carrefour”.

Recomendações médicas

A gestante chega ao médico e diz:
– Doutor! Nos últimos dias, meu marido resolveu me pendurar no teto para fazermos amor. Eu até cheguei a pensar que fosse alguma tara, mas ele me disse que era recomendação sua.
– Recomendação minha? Eu apenas disse a ele que depois do oitavo mês de gravidez, as relações deveriam ser suspensas!

Nome da criança

A garota novinha – muito gostosa por sinal – vai a primeira festona, mas tem medo dos avanços da garotada. Pede conselho a mãe.

– Se os caras começarem a insistir muito, você pergunta qual vai ser o nome da criança. Isso os bota para correr. Podes crer!

No meio da dança o rapaz diz:

– Vamos lá no jardim atrás da piscina?

Ela vai, mas quando o moço começa a botar a mão, ela pergunta:

– Que nome que a gente vai dar para a criança?

O rapaz a olha com surpresa, diz que esqueceu a carteira no bar e vai saindo depressinha. Uma hora mais tarde a cena se repete com outro. Igualzinho!
Quando ela pergunta qual será o nome da criança, ele fica de pés frios e sai correndo.

Mais tarde a cena se repete com outro moço. Vai com ela pro jardim. Começa com beijinho aqui, com beijinho ali. Ela pergunta, qual vai ser o nome da criança? Ele vai abrindo o vestido dela. Ela pergunta, qual vai ser o nome da criança? Ele tira o vestido dela e as calças dele. Ela pergunta novamente, qual vai ser o nome da criança? Ah… Ahh… Ahhhh… Ahhhhhh… Ahhhhhhhhhhhh… Ela insiste, qual vai ser o nome da criança?

Após o serviço feito ela pergunta mais uma vez:

– E agora? Qual vai ser o nome do nosso filho?

Ele – triunfante – tira devagar a camisinha cheia, levanta no alto, dá um nó firme e diz:

– Se ele sair dessa: Magaiver!

A filha do fazendeiro

A filha do fazendeiro pergunta ao pai como se faz amor. Mudando de assunto, ele pede ao administrador da fazenda que leve a moça para se distrair pelo campo. Ao ver um grupo de éguas e cavalos, ela, que tem 18 anos, pergunta:

– Ferreira, como é que o cavalo sabe quando a égua quer fazer amor?

– E pelo cheiro, moça.

Passando por um grupo de vacas, ela volta a perguntar:

– E como é que o touro sabe que a vaca quer fazer amor?

– Pelo cheiro também, moça.

E assim, durante todo o passeio, ela repete a pergunta diante de grupos de diferentes animais, recebendo sempre a mesma resposta.

No fim da tarde, voltando para casa, a moça diz ao administrador:

– Escuta aqui, Ferreira, você é bobo assim mesmo ou está resfriado?

Ação e reação

Ao entrar na sala de aula a professora vê um pênis desenhado no quadro. Sem perder a compostura, imediatamente ela apaga o desenho e começa a aula.

No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior. Ela torna a apaga-lo e não faz nenhum comentário.

No outro dia, o desenho já está ocupando quase o quadro todo, e embaixo ela lê os seguintes dizeres:

“Quanto mais você esfrega, mais ele cresce!”

:o)