Evidências

Um irlandês estava bebendo no bar durante toda a noite. Até que o garçom o chamou e lhe falou que o bar estava fechando.

O irlandês, educadamente pediu licença, tentou se levantar e caiu estatelado em frente ao garçom. Tentou se levantar mais uma vez e teve o mesmo resultado. Assim, ele pensou em rastejar até a porta do bar, onde, ao ar livre, poderia adquirir algum ar fresco e esperançosamente isso o deixaria ficar sóbrio o suficiente para poder se levantar. Uma vez fora do bar, ele tentou se levantar e caiu novamente de cara no chão. Já cansado, decidiu rastejar os 4 quarteirões até a casa dele e, quando chegou a porta, tentou se levantar mais uma vez com o mesmo resultado. Exausto, ele se rendeu… E, então foi rastejando para o quarto. Quando ele alcançou a cama, tentou se levantar mais uma vez. Nesse momento ele conseguiu se colocar na vertical, mas caiu direto na cama e pegou no sono assim que deu com a cabeça no travesseiro. Na manhã seguinte ele acordou com a esposa em cima dele dando-lhe uma tremenda bronca:

“Bonito, hein, até tarde na rua bebendo novamente!”

“Quem disse isso?” – perguntou com olhar inocente.

“Ligaram do bar, de novo você esqueceu a sua cadeira de rodas lá.”

Receita de Natal – Peru com Whisky

RECEITA DE NATAL
Peru com Whisky

Ingredientes:
01 Garrafa de Whisky – do bom, é claro!!
01 peru de aproximadamente 5 Kg
Sal, Pimenta e cheiro verde á gosto
350 ml de azeite extra virgem
500 g de bacon em fatias
Nozes moídas

Modo de Preparar

Envolver o peru no bacon e temperá-lo com sal, pimenta e cheiro verde á gosto.
Massageá-lo com azeite.
Pré-aquecer o forno por aproximadamente 10 minutos.
Servir-se de uma boa dose (caprichada) de Whisky enquanto aguarda.
Colocar o peru em uma assadeira grande.
Sirva-se de mais duas doses de Whisky.
Axustar o terbostato na marca 3, e, debois de uns binte binutos, botar para assassinar. Digu, assar a ave.
Derrubar uma dose de Whisky.
Bedois de beia hora, formar a baertura e controlar a asssadura do pato.
Tentar zentar na gadeira, servir-se de uooooootra dose sarada de Whisky.
Cozer (?), costurar (?), cozinhar (?), sei lá, foda-se o berú.
Deixááá o filho da puta no vorno por umas 4 horas.
Tentar retirar a merda do berú.
Mandar mais uma boa dose de Whisky prá dentro – de V. é claro.
Tentar novamente tirar o sacana do berú do vorno, porque na primeira deenndadiiiva dããão deeeeeeeuuuu.
Begar o berú que gaiu no jão, e, enxugar o filho da puta com o bano de jão e cologá-lo numa pandeja ou qualquer outra borra, bois, avinal, vc nem gossssssssta buito dessa bosta besbo.
Bronto!!!

Filosofia do dia e de sempre

FILOSOFIA DO DIA E DE SEMPRE

Quatro lombrigas são colocadas em quatro tubos de ensaio separados:

A primeira lombriga em álcool, a segunda lombriga em fumo de cigarro, a terceira em esperma e a quarta em terra natural.

No dia seguinte o professor mostra aos alunos o resultado:

A primeira lombriga, em álcool, está morta;
A segunda, no fumo do cigarro, está morta;
A terceira, em esperma, está morta;
A quarta, em terra natural, está viva.

O professor comenta que é bastante nítido o que é prejudicial e pergunta à classe:

“O que podemos aprender desta experiência?”

Responde imediatamente o Joãozinho:

“Temos de beber, fumar e trepar para não termos lombrigas!”