Linhas de raciocínio

Na aula de Matemática, a professora pergunta:
– Joãozinho, se tem 3 passarinhos no galho de uma árvore e você atira com sua espingarda em um deles, quantos passarinhos ficam?
Joãozinho pensou e respondeu:
– Nenhum professora.
– Como nenhum Joãozinho. Se tinham 3 e você matou um, logo ficaram 2.
– Não professora. É que com o barulho da arma os outros dois voaram.
A professora pensou e disse:
– Taí Joãozinho. Gostei da sua linha de raciocínio.
O Joãozinho não perdeu tempo e mandou:
– Professora, posso fazer uma pergunta agora?
– Claro, Joãozinho!
– Havia 3 mulheres tomando sorvete. A primeira estava mordendo o sorvete, a segunda estava lambendo-o e a terceira estava chupando-o. Qual das três era a casada?
A professora pensou, pensou e respondeu:
– A que estava chupando o sorvete.
– Não professora. A que tinha a aliança na mão esquerda! Mas gostei da sua linha de raciocínio…

Anúncios

Notícia na sala de espera

Na sala de espera de um grande Hospital, o médico chega para um cara muito nervoso e diz:
– Tenho uma péssima noticia para lhe dar… A cirurgia que fizemos em sua mãe…
– Ah!, ela não é a minha mãe… É a minha sogra, doutor!
– Nesse caso, então, tenho uma boa noticia para lhe dar!

A penitência

Uma gaúcha vai até a igreja para se confessar:
– Padre, eu transei com meu namorado.
– Tudo bem, isso não é mais pecado.
– É, seu padre, mas eu também dei a bundinha.
– Bom, ai a coisa muda de figura, eu vou até a sacristia verificar qual é a penitência, e já volto.
Passados alguns minutos e nada do padre voltar, a garota começou a ficar preocupada com a penitência e saiu do confessionário. Nesse meio tempo, entra um gaúcho macho lá de Pelotas para e confessar, o padre volta e não percebendo que a garota havia saído diz:
– Deixe-me ver aqui na lista… A pena para quem dá a bundinha é 100 Pai-Nossos e 50 Ave-Marias.
E o gaúcho responde:
– A pena até que justa, mas bah, tchê, além de padre, tu também é vidente?


Conheça também meu blog Reflexões e Utopias


Dúvida pertinente

A escola leva os seus alunos até uma delegacia para que os alunos aprendam como a polícia trabalha.

Joãozinho vê um cartaz com varias fotos dos assaltantes mais procurados. Ele aponta para uma das fotos e pergunta ao policial:

– Esse bandido é realmente perigoso?

– É sim, filho – responde o guarda. – Os investigadores estão caçando-o já faz oito meses.

Joãozinho responde:

– Por que vocês não o prenderam quando tiraram a foto?

Investigação

O detetive presta contas à cliente:

– Ontem eu segui o seu marido. Ele foi primeiro a um restaurante, depois entrou numa loja, passou num salão de beleza. Em seguida foi a um Shopping, depois foi à uma casa de chá, na sequência à uma casa de jogo de bingo, foi numa boate e depois para um motel.

– Mas que cafajeste! – protesta a mulher. – Eu mato esse desgraçado! Diga-me em detalhes o que ele fez em cada um destes lugares.

– Bem… não fez nada. Acho que só estava seguindo a senhora!