Tartaruga num poste

Um rapaz passava por uma praça pública quando resolveu dar uma esfriada na cabeça e sentou em um banco, ao lado de um senhor já idoso. Puxando assunto sobre a vida, começaram a conversar sobre o país, o governo e, fatalmente, sobre o Lula.

E o velhinho disse:

– Bom, o senhor sabe, o Lula é uma tartaruga num poste.

Sem saber o que o velho quis dizer, ele perguntou o que era uma “tartaruga num poste”.

A resposta foi:

– É quando o senhor vai indo por uma estradinha e vê um poste, desses de cerca de arame farpado, com uma tartaruga em cima dele. Isto é uma tartaruga num poste.

Diante do ar de interrogação na cara do empresário, o velho explicou:

– Primeiro, você não entende como ela chegou lá; segundo, você não acredita que ela esteja lá; terceiro, você sabe que ela não subiu lá sozinha; quarto, você sabe que ela não deveria e nem poderia estar lá; quinto, você sabe que ela não vai conseguir fazer absolutamente nada enquanto estiver lá. Então tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá.

Acidente surreal

Era uma vez uma lesma que ao atravessar a rua foi atropelada por uma tartaruga.

O acidente repercutiu na comunidade e lá foram os repórteres entrevistar a dona Lesma no hospital:

– Dona Lesma, conte-nos como tudo aconteceu… perguntavam os repórteres.

– Eu.. eu não sei.. foi tudo… foi tudo muito rápido!

A tartaruga no poste

Enquanto suturava um ferimento na mão de um velho gari (cortada por um caco de vidro indevidamente jogado no lixo), o médico e o paciente começaram a conversar sobre o país, o governo e, fatalmente, sobre o Lula.

O velhinho disse:

– Bom, o senhor sabe, o Lula é como uma tartaruga em cima do poste…

Sem saber o que o gari quis dizer, o médico perguntou o que significava uma tartaruga num poste.

E o gari respondeu:

– É quando o senhor vai indo por uma estradinha, vê um poste e lá em cima tem uma tartaruga tentando se equilibrar. Isso é uma tartaruga num poste.

Diante da cara de interrogação do médico, o velho acrescentou:

– Você não entende como ela chegou lá
– Você não acredita que ela esteja lá
– Você sabe que ela não subiu lá sozinha
– Você sabe que ela não deveria nem poderia estar lá
– Você sabe que ela não vai fazer absolutamente nada enquanto estiver lá
– Você não entende porque a colocaram lá
– Então tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá, e providenciar para que nunca mais suba lá, pois lá em cima definitivamente não é o seu lugar!

(Sábias palavras a serem lembradas em breve)

A Estranha no Ninho

A tartaruguinha faz um grande esforço e começa a subir numa árvore.

Depois de horas de muito esforço, ela consegue alcançar um galho bem baixo, mas escorrega e despenca no chão. Mas ela não desiste. Depois de se recuperar, se arrasta até a árvore e faz mais uma tentativa. Depois de subir uns três centímetros, pá! Cai no chão, onde fica agitando as patinhas, desesperada.

Enquanto isso, no topo da árvore um casal de pombos conversa:

— Querido — diz a fêmea, com os olhos cheios de lágrimas — Será que não está na hora de contarmos que ela é adotada?