Extravagâncias

No vagão de trem, viajam um velho todo engomadinho e um jovem punk.

O velho não tira o olho do cabelo do jovem, todo multicolorido, com a maior parte verde, um grande topete amarelo e listras parecendo arco-íris.

Irritado com aquele exame, o punk grita:

– Qualé, meu? Vai me dizer que nunca fez extravagâncias quando era jovem?

– Claro que fiz… Certa vez transei com um papagaio e tô pensando se você não podia ser meu filho…

Dúvida cruel

No vagão de trem, viajam um velhote todo engomadinho e um jovem punk.
O velhote não para de encarar o cabelo multicolorido do jovem, mais parecendo um arco-íris. De
saco cheio, o punk grita:
– Qualé, meu? Vai me dizer que nunca fez extravagâncias quando era jovem?
E o velhote:
– Claro que fiz… E uma delas foi transar com um papagaio. Era exatamente por isso que eu estava
te observando, pensando: “bem que ele poderia ser meu filho!”

Extravagâncias

No vagão de trem, viajam um velhote todo engomadinho e um jovem punk.
O velhote não para de encarar o cabelo multicolorido do jovem, mais parecendo um arco-íris. De saco cheio, o punk grita:
– Qualé, meu? Vai me dizer que nunca fez extravagâncias quando era jovem ?
E o velhote:
– Claro que fiz… E uma delas foi transar com um papagaio. Era exatamente por isso que eu estava te observando, pensando: “bem que ele poderia ser meu filho!!”