Tartaruga num poste

Um rapaz passava por uma praça pública quando resolveu dar uma esfriada na cabeça e sentou em um banco, ao lado de um senhor já idoso. Puxando assunto sobre a vida, começaram a conversar sobre o país, o governo e, fatalmente, sobre o Lula.

E o velhinho disse:

– Bom, o senhor sabe, o Lula é uma tartaruga num poste.

Sem saber o que o velho quis dizer, ele perguntou o que era uma “tartaruga num poste”.

A resposta foi:

– É quando o senhor vai indo por uma estradinha e vê um poste, desses de cerca de arame farpado, com uma tartaruga em cima dele. Isto é uma tartaruga num poste.

Diante do ar de interrogação na cara do empresário, o velho explicou:

– Primeiro, você não entende como ela chegou lá; segundo, você não acredita que ela esteja lá; terceiro, você sabe que ela não subiu lá sozinha; quarto, você sabe que ela não deveria e nem poderia estar lá; quinto, você sabe que ela não vai conseguir fazer absolutamente nada enquanto estiver lá. Então tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá.

A tartaruga no poste

Enquanto suturava um ferimento na mão de um velho gari (cortada por um caco de vidro indevidamente jogado no lixo), o médico e o paciente começaram a conversar sobre o país, o governo e, fatalmente, sobre o Lula.

O velhinho disse:

– Bom, o senhor sabe, o Lula é como uma tartaruga em cima do poste…

Sem saber o que o gari quis dizer, o médico perguntou o que significava uma tartaruga num poste.

E o gari respondeu:

– É quando o senhor vai indo por uma estradinha, vê um poste e lá em cima tem uma tartaruga tentando se equilibrar. Isso é uma tartaruga num poste.

Diante da cara de interrogação do médico, o velho acrescentou:

– Você não entende como ela chegou lá
– Você não acredita que ela esteja lá
– Você sabe que ela não subiu lá sozinha
– Você sabe que ela não deveria nem poderia estar lá
– Você sabe que ela não vai fazer absolutamente nada enquanto estiver lá
– Você não entende porque a colocaram lá
– Então tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá, e providenciar para que nunca mais suba lá, pois lá em cima definitivamente não é o seu lugar!

(Sábias palavras a serem lembradas em breve)