Pescaria no gelo

Uma loira ouviu dizer que o máximo da diversão é pescar no gelo. Ela compra todos os livros a respeito, vai para Nova Iorque, compra o equipamento necessário e escolhe um bom lugar para começar a pescaria.

Depois de se instalar, ela começa a fazer um buraco no gelo. De repente uma voz vinda do céu avisa:

“NÃO HÁ PEIXES DEBAIXO DO GELO.”

Atônita, a loira se desloca para o lado e começa a fazer outro buraco.

Outra vez uma voz vinda do céu avisa:

“NÃO HÁ PEIXES DEBAIXO DO GELO.”

Preocupada, a loira se levanta, vai para o lado oposto do gelo, e começa a fazer outro buraco. E, mais uma vez, uma voz vinda do céu avisa:

“NÃO HÁ PEIXES DEBAIXO DO GELO.”

Ela para, olha para o céu e diz:

– É o Senhor, meu Deus?

A voz responde:

– Não é o gerente do rinque de patinação.

Jeitinho masculino

A mãe, ao ver a filha de 10 anos voltar da pescaria com o pai, com o rosto todo inchado, fica indignada:

– Minha filha, o que houve?

– Foi um marimbondo, mamãe…

– Ele te picou?

– Não deu tempo… o papai o matou com o remo!

Culpa em potencial

Um casal sai de férias num resort no norte. O marido gosta de pescar e a esposa de ler.

Um dia o marido volta duma pescaria após ter acordado muito cedo e vai tirar uma soneca. Enquanto ele dorme, a esposa decide sair com o barco. Ela não conhece o lago muito bem, assim ela rema não muito longe, ancora e começa a ler um livro. De repente chega um Fiscal de Pesca com seu barco, aproxima-se do barco da senhora e pergunta o que ela está fazendo.

– Lendo um livro – responde ela.

O Fiscal de Pesca lhe explica que ela está numa área proibida para pesca e ela diz que não está pescando.

Ele responde:

– Mas a senhora possui todo o equipamento. Eu terei que apreendê-lo e multá-la.

Brava com a atitude não muito razoável do fiscal, ela diz:

– Se o senhor o fizer, irei processá-lo por estupro!

Chocado com a afirmação, ele responde:

– Mas eu nem sequer a toquei!

Ela responde:

– Sim, mas o senhor possui todo o equipamento!

O peixe morre pela boca

Um homem telefona para a sua esposa e diz:

– Querida, o meu chefe convidou a mim e a alguns amigos para irmos pescar num lago distante. Vamos ficar fora uma semana. Esta é uma excelente oportunidade para eu conseguir a promoção de que tenho estado à espera, por isso me prepare roupas suficientes para uma semana e também a minha caixa de apetrechos de pesca. Vamos partir diretamente daqui do escritório e vou passar aí apenas para apanhar essas coisas. Ah!… Por favor, coloque também o meu pijama novo, aquele de seda azul.

A mulher acha que isso soa um bocado estranho mas, sendo a boa mulher que é, faz o que o marido pediu. No fim de semana seguinte, ele regressa da pescaria um bocado cansado, mas fora isso, sem nada de anormal. A mulher lhe recebe com um beijo e lhe pergunta se apanharam muitos peixes.

Ele responde:

– Sim! Muitos pargos, algumas garoupas e uns poucos carapaus. Mas porque que você não colocou o meu pijama de seda azul, tal como te pedi?

A mulher responde:

– Arrumei sim, querido! Coloquei-o na caixa de apetrechos de pesca!

Lá em Goiânia…

Sábado, como de hábito, o goianinho levantou cedo, vestiu-se silenciosamente, chupou uma manga, comeu uma fatia de queijo, um pouco de curau e mais uma pamonha, e até passeou com o cachorro.

Em seguida enterrou o chapelão na cabeça, foi até a garagem e engatou o barco de pesca na sua pick-up 4×4.

De repente, começou a chover torrencialmente. Aquela chuva forte que costuma alagar a cidade e derrubar árvores em cima dos carros, ventos a mais de 80 km/h.

Ligou o rádio na Terra FM e entre uma musica de chora corno e outras ouviu que o tempo seria chuvoso durante todo aquele dia. Voltou imediatamente pra Casa, pois goiano tem um medo danado de chuva.

Silenciosamente tirou a roupa e deslizou rapidamente para debaixo dos lençóis. Afagou as costas da sua mulher suavemente e sussurrou: “O tempo lá fora está terrível”.

Ela, ainda meio adormecida, respondeu: “Você acredita que o idiota do meu marido foi pescar com esse tempo?”