Em família

Transbordante de felicidade, o garotão entra em casa e anuncia ao pais que vai se casar.

– Parabéns – diz o pai. – Quem é a felizarda?

– A Beth, filha do seu amigo Osvaldo.

O pai sente um calafrio, finge alegria, e quando o filho se retira para o quarto, vai atrás dele, sem que a mãe perceba.

– Sinto muito, meu filho, mas você não pode se casar com a Beth. – diz o homem – Na verdade, ela é a sua irmã!

– Como, papai??? – assusta-se o jovem.

– É que certa vez o Osvaldo viajou, eu cheguei lá. Sabe como são essas coisas…

O rapaz fica inconsolável, se atira na cama e fica chorando. Eis que surge a mãe, atraída pelo choro. O rapaz não aguenta e conta toda a história a ela. A mãe, então, o consola:

– Pode se casar tranquilo, meu filho. Na verdade ela não é sua irmã…

Mentira

Dois irmãos, muito diplomatas e educados, estão no auge de uma discussão:
– Sabe, mano! – diz o primeiro. – Não sei porque você é tão prepotente. Um dia você vai morrer, vai ser enterrado numa cova muito funda, vai ficar coberto de terra, vai nascer grama sobre você e aí virá uma vaquinha, comerá a grama e fará cocô. Aí eu vou ficar olhando para o cocô da vaca e pensar: “Puxa, mano! Como você mudou!
– Sabe, mano! – diz o outro. – Eu também não sei porque você é tão prepotente. Um dia você também vai morrer, vai ser enterrado numa cova muito funda, vai ficar coberto de terra, vai nascer grama sobre você e aí virá uma vaquinha, comerá a grama e fará cocô. Ai eu vou ficar olhando para o cocô da vaca e pensar: “Puxa, mano! Você não mudou nada!

Família Numerosa

A mãe de Joãozinho volta à casa da clínica onde teve gêmeos e é recebida por Joãozinho:
– Mamãe, mamãe! Eu contei para a professora que tive um irmãozinho e ela me liberou das últimas três horas de aula!
– E por que você não contou que eram dois irmãozinhos? – perguntou a mãe.
– Eu não sou trouxa, mãe! O outro irmãozinho eu reservei pra semana que vem!