O Ministro no restaurante

– Traga-me o couvert, um filet au poivre, e um vinho tinto.
– Sobremesa?
– Depois eu vejo.
– Estava bom o prato ministro?
– Estava ótimo. Pode trazer a sobremesa e o cafezinho.
– Não vai dar ministro.
– Por quê? Está em falta?
– Não excelência. Não temos sobremesa no cardápio.
– Como assim? Ficou louco? Eu estou vendo aqui no cardápio.
– É verdade senhor ministro. Ela está no cardápio de fato, temos sobremesa na casa, está uma delícia verdadeira, real.
– Bem então traga.
– Não vai dar ministro. O chef da casa não permite.
– Mas por quê?
– Com a devida vênia, excelência, é que o senhor não incluiu a sobremesa no pedido inicial. E o chef diz que se não está no pedido, é como se não estivesse mais no cardápio, mesmo estando, mesmo o senhor vendo ela ali, oh, mas se não tá no pedido inicial eu não posso me servir dela para lhe atender.
– Mas isso é um absurdo. É uma injustiça.
– Verdade ministro. Quem sou eu para discordar…