No leito de morte

O padre esta ao lado do velhinho, no leito da morte, para dar-lhe a extrema-unção:

“Antes de morrer, reafirme sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio!”

O velhinho fica quieto. O padre insiste:

“Vamos lá! Quando se deixa este mundo, é preciso se preparar e renegar o mal para poder juntar-se ao Senhor o mais rápido possível. Por que você não quer renegar o demônio?”

O velhinho, com voz trêmula, responde:

“Enquanto eu não souber para onde eu vou, não quero ficar mal com ninguém!”

Quem manda?

Um avião está indo para Salvador. A bordo estão o Senador Antônio Carlos Magalhães e um bando de assessores. De repente ouve-se uma explosão, em seguida um cheiro forte de enxofre e aparece o Diabo, que se dirige aos passageiros e fala: “Este avião vai cair e todo mundo vai morrer!”

Pânico geral no avião, choradeira para um lado, desmaios para o outro, mas eis que levanta Antonio Carlos Magalhães e diz aos assessores: “Calma, deixa que eu resolvo.”

ACM leva o Diabo para um canto, conversa, conversa, conversa, e volta para os seus assessores e fala: “Pronto! Tudo resolvido!”

Nisso ouve-se outra explosão, o cheiro de enxofre some e o diabo vai embora. Um assessor daqueles chega pro Senador e pergunta: “Senador, o que o Sr. disse para o Diabo desistir de matar a gente?”

“Eu disse pra ele o seguinte” – responde ACM – “Tu conhece Salvador?”

“Conheço” – respondeu o Diabo.

“Pois é, Salvador tem Prefeito. Mas quem manda lá sou eu. Tu conhece a Bahia?” – continua ACM.

“Conheço”, responde o Diabo.

“Pois é, a Bahia tem Governador, mas quem manda lá sou eu. Tu conhece o Brasil?” – continua ACM.

“Conheço”, responde o Diabo.

“Pois é, o Brasil tem Presidente, mas quem manda lá sou eu.”

E continuou a falar para o Diabo: “Mas agora tem um negócio, não vou te enganar não Sr. Diabo, se eu morrer, eu vou pro Inferno…”

A dívida

Um turco pegou dinheiro emprestado de um judeu.

Acontece que o turco se gabava de nunca ter pago uma dívida sequer e por outro lado o judeu nunca havia perdido nenhum centavo em transação alguma.

Passa o tempo e o turco enrolando e se escondendo do judeu e este na captura do turco. Até que um dia eles se cruzaram no bar de um português e começaram uma discussão. O turco encurralado não encontrou outra saída, pegou um revólver encostou na sua cabeça e disse:

– Eu posso ir para o inferno, mas não pago esta dívida.

E puxou o gatilho, caindo morto no chão.

O judeu não quis deixar por menos, pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse:

– Eu vou receber esta dívida, nem que seja no inferno.

E puxou o gatilho, caindo morto no chão. O português que observava tudo pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse:

– Pois eu, não perco esta briga por nada…

Bêbado no ônibus

O bêbado entra no ônibus lotado, se espreme daqui, se espreme dali, vai se esgueirando até mais a frente. Na primeira freada brusca, ele cai por cima de uma beata que, irritada, pragueja:
– Talvez o senhor não saiba, mas o senhor vai para o inferno!
E o bêbado, puxando a campainha desesperadamente:
– Pára, motorista! Pára, que eu peguei o ônibus errado!

E o engenheiro foi para o inferno…

Um engenheiro morreu e foi aos portais do céu. São Pedro checou seu dossiê e disse:

– Ah, você está no lugar errado.

Então o engenheiro foi aos portais do inferno e foi admitido. Mal havia sido admitido, o engenheiro já estava insatisfeito com o desconforto no inferno, e começou projetando e construindo melhorias.

Pouco tempo depois, eles tinham conseguido ar condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e o engenheiro era um cara muito popular.

Um dia Deus chamou Satã ao telefone e disse ironicamente:

– Então, como estão as coisas aí em baixo, no inferno?

Satã respondeu,

– Ah, esta tudo muito bem. Nós agora temos ar condicionado, banheiros reformados e escadas rolantes, e isso sem falar o que este engenheiro está planejando para depois.

Deus respondeu:

– O que? Vocês têm um engenheiro? Isso foi um engano ele nunca deveria ter descido para o
inferno. Mande-o subir aqui.

Satã disse:

– Sem possibilidade. Eu gostei de ter um engenheiro na equipe, e continuarei mantendo-o.

Deus disse:

– Mande-o voltar aqui ou eu tomarei as medidas legais.

Satã soltou uma gargalhada e respondeu:

– Tudo bem. Mas onde você irá conseguir um advogado aí no céu?

Aparências enganam

O homem morre e sobe feliz ao céu. Passados uns 150 anos de vida eterna no Paraíso, ele resolve pedir uma audiência com São Pedro, que o atende numa sala com uma enorme janela que da para o Inferno.

– Olha, são Pedro, sinceramente eu estou muito bem aqui, não posso reclamar, mas às vezes olho para o pessoal lá no inferno e me pergunto se eles não têm uma vida mais divertida…

E, apontando com o dedo através da janela, continuou:

– Por exemplo, repare naquele sujeito lá embaixo. Ele está numa boa, sentado num barzinho, bebendo uma cervejinha e acompanhado por uma bela mulher…

– Mas, meu filho – disse são Pedro sorrindo – Você não percebe que aquilo é parte do castigo?

– Castigo? O que isso tem de castigo, São Pedro? – perguntou o homem.

– A garrafa de cerveja tem um buraco por baixo, se ele a levantar da mesa, o líquido vai derramar no chão. – explicou São Pedro.

– E aquela mulher? – voltou a perguntar o homem.

– A mulher? Essa ai não tem buraco nenhum!