Top – 09Fev2020

Congresso mundial de feministas

Mulheres do mundo inteiro, todas prontas para contarem suas últimas experiências e conquistas.

A primeira palestrante, Frida veio da Alemanha. E tão logo pegou o microfone, começou a falar:

– Um dia cheguei em casa e disse para o Fritz: “Pode arrumar a p**** desta casa, pode colocar o chucrute no fogo que eu não cozinho mais nesta m**** e se reclamar, pego os meus filhos, vou embora e te mando para a pqp”.

A audiência, entusiasmada, quis logo saber o que aconteceu e Frida contou:

– No primeiro dia não vi nada, não vi nada no segundo dia, no terceiro cheguei em casa, tinha um prato de chucrute caprichado me esperando, a casa estava limpa, tudo brilhando, uma beleza!

A mulherada foi ao delírio:

– Heeeeeeeeeee!!!!!

Segunda palestrante dos EUA, Jane:

– Cheguei em casa, p*** da vida, com a maior tensão pré-menstrual. Olhei para o Joe e fui logo dizendo: “A partir de hoje, pode começar a preparar o hambúrguer, vai arrumando a casa, cuide das crianças, deixe tudo em ordem que eu não quero nem saber. E se não tiver tudo de acordo, pego minhas coisas, vou para a Califórnia e te mando para a pqp.

A galera toda em uníssono:

– E daí, e daí, e daí?

– No primeiro dia, nada. Nada no segundo. No terceiro, cheguei em casa, tudo brilhando, um cheirinho de hambúrguer na grelha, as crianças limpinhas, uma maravilha!

Mulherada delirando:

– Heeeeeeeeeee!!!!!!!!

A terceira palestrante veio do Brasil varonil. Benedita, direto da Favela da Rocinha, RJ capital.

– Cheguei no barraco depois de “subi” “u” morro, p*** da vida, cansada de “lavá” a roupa da família da patroa, gente “pa” car****, um absurdo. O barraco tava uma zona só. Fui logo dizendo:

– Tião, “num” quero nem “sabê”, vai “ajeitano” essa m****, coloca o feijão no fogo, vai arrumando a casa, “bota os cachorro pra” fora. “Tô” cheia. Se não “tirá” essa bunda do sofá, vou “simbora pra Sumpaulo” e te mando “pa” pqp.

Galera:

– E Daí, e daí, e daí?????

– Primeiro dia, “num” vi nada. Segundo, “num” vi nada. No terceiro dia, meu olho começou a “desinchá” e já dava “pra vê” um pouquinho.