Os botões

Saddam Hussein e George W. Bush se encontram pela primeira vez, em Washington, para discutir a paz.

Quando Saddam sentou na poltrona destinada a ele, pôde ver que havia três botões na cadeira de Bush.

Depois de cinco minutos de conversa, Bush apertou o primeiro botão e uma luva de boxe saiu do braço direito da cadeira de Saddam e socou o ditador iraquiano na cara.

Confuso, Saddam continuou falando sobre paz enquanto Bush ria.

Alguns minutos depois, Bush apertou o segundo botão e uma bota acertou o traseiro de Saddam. Bush gargalhou tanto, que apertou o terceiro botão e um balde de água caiu na cabeça do iraquiano, enquanto o presidente americano rolava no chão de tanto rir.

Finalmente, Saddam se tocou de que o processo de paz havia fracassado e voltou a Bagdá.

Duas semanas depois, as negociações recomeçaram, e foi a vez de Bush ir ao Iraque.

Quando o americano chegou à sala do iraquiano, percebeu que na cadeira de Saddam havia três botões e ficou preparado para a revanche do ditador.

Eles começaram a conversar e Saddam apertou o primeiro botão. Bush se encolheu todo, mas nada aconteceu.

Saddam caiu na risada…

A conversa continuou e, alguns minutos depois, o ditador apertou o segundo botão. Bush deu um pulo na cadeira, mas nada aconteceu… e Saddam caiu na gargalhada.

Poucos segundos depois, Saddam apertou o terceiro botão. Bush arregalou os olhos, mas nada aconteceu. Saddam rolava no chão de tanto rir.

O americano, irritado com aquela bobagem, levantou-se e disse:

– Esqueça a paz! Estou voltando para Washington!

E Saddam, rindo feito louco, disse:

– Que Washington?

III Guerra Mundial

George W. Bush e Tony Blair estão num jantar na Casa Branca. Um dos convidados aproxima-se deles e pergunta-lhes:

– Sobre o que estão a conversar de forma tão animada?

– Estamos a fazer planos para a terceira Guerra Mundial, diz Bush.

– Uau!, diz o convidado. E Quais são esses planos?

– Vamos matar 14 milhões de muçulmanos e 1 dentista, responde Bush.

O convidado parece confundido e pergunta:

-Um… dentista? Por que é que vão matar um dentista?

Blair dá uma palmada nas costas de Bush e exclama:

– Não te disse? Não te disse? Ninguém irá perguntar pelos muçulmanos!

Data da morte

Osama Bin Laden (quando ainda vivo), não se sentindo muito bem e preocupado com a sua imortalidade, vai a um vidente para tentar saber a data da sua morte. O vidente fecha os olhos, e silenciosamente chegando às visões do futuro encontra a resposta:

– Você vai morrer num feriado Americano.

– Qual deles? – pergunta Bin Laden nervosamente.

– Não importa – responde o vidente – Qualquer que seja o dia em que você morrer, será feriado nos Estados Unidos!

O Esquilo

Sentados num bar, Bin Laden e Saddam Hussein discutem acaloradamente, quando chega um reporter da CNN querendo saber o que os dois estão planejando.

Bin Laden responde:

– Estamos planejando a III Guerra Mundial.

– E como será isso? – quis saber o repórter.

Saddam responde:

– Vamos atirar uma bomba nos EUA e matar 15 milhões de americanos e um esquilo.

Surpreso, o repórter pergunta:

– Um esquilo? Mas por que um esquilo?

Saddam vira-se para Bin Laden e diz com um ar vitorioso e divertido:

– Estás vendo, Bin? Ninguém se preocupa com os 15 milhões de americanos.

Autoridade maior

Um interessante diálogo, supostamente verídico, travado em outubro de 1995 entre um navio da Marinha americana e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland.

Os americanos começaram na maciota:

– “Favor alterar seu curso 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação.”

Os canadenses responderam de pronto:

– “Recomendo mudar o SEU curso 15 graus para sul.”

O americano ficou mordido:

– “Aqui é o capitão de um navio da Marinha americana. Repito, mude o SEU curso.”

Mas o canadense insistiu:

– “Não! Mude o SEU curso atual.”

O negócio começou a feder. O capitão americano berrou ao microfone:

– “ESTE É O PORTA-AVIÕES USS LINCOLN, O SEGUNDO MAIOR NAVIO DA FROTA AMERICANA NO ATLÂNTICO. ESTAMOS ACOMPANHADOS DE TRÊS DESTROYERS, TRÊS FRAGATAS E NUMEROSOS NAVIOS DE SUPORTE. EU EXIJO QUE VOCÊS MUDEM SEU CURSO 15 GRAUS PARA NORTE, UM CINCO GRAUS NORTE, OU ENTÃO TOMAREMOS CONTRAMEDIDAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA DO NAVIO!!”.

E o canadense respondeu: “Aqui é um farol, câmbio!”.

Médico americano

Um casal está tentando desesperadamente ter um filho.Já consultaram todos os médicos famosos, fizeram todos os exames, tentaram todos os métodos – tudo em vão. Até o dia em que eles ouvem falar de um super professor americano que consegue realizar verdadeiros milagres nessa área.

Eles, então, resolvem viajar para os Estados Unidos e consultar o tal professor. Como eles não falam inglês e nem o professor fala português, este dá a entender, por gestos, que eles façam sexo, na presença dele, para que ele possa fazer um diagnóstico preciso.

Inicialmente sem jeito, o casal começa a “trabalhar”. O professor os examina sob todos os ângulos e, após um tempinho, manda-os parar. A seguir, vai até a mesa dele e escreve uma receita.

Super feliz, o casal volta correndo para casa. Chegando ao Brasil, o marido fica preocupadíssimo por não ter comprado logo o remédio nos Estados Unidos. Mas a mulher logo o tranquüiliza, dizendo que conhece uma farmácia que só vende remédios importados, cujos atendentes, embora americanos, também falam português, caso precisem de alguma orientação.

Lá chegando, o marido olha a receita e pergunta ao balconista:

– O senhor tem Triteoterole?

– Triteoterole… Triteoterole? Não conheço! Posso ver a sua receita?

O sujeito dá a receita ao balconista que, após uma olhadela, lhe diz:

– O senhor leu errado! Aqui está escrito “Try the other hole”!