Baiano único

Um turista sonhava conhecer o tão famoso carnaval da Bahia. Meses antes fez reserva de passagem aérea, hotel, bloco etc. Até que chegou o grande dia.

Ao desembarcar no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, ele pegou um táxi e ansiosíssimo foi olhando tudo à sua volta. Passou pela Av. Luís Eduardo Magalhães, à sua esquerda tinha um viaduto Luís Eduardo Magalhães, a seguir uma Pça. Luís Eduardo Magalhães, um Hospital Luís Eduardo Magalhães, uma escola Luís Eduardo Magalhães e até um hotel Gran Luís Eduardo Magalhães. O sujeito foi ficando bastante enjoado de tanto Luís Eduardo Magalhães e resolveu perguntar ao taxista:

– Moço, vocês não tem mais ninguém para homenagear não?! Ou é só pra puxar o saco do ACM? Nunca vi tanta coisa para um homem só!

O taxista respondeu com toda sua peculiar baianidade:

– Não é isso não, meu rei, é que ele entrou para a história como o único baiano que morreu de stress.

Pecados Capitais

Um paulista, trabalhando pesado, suado, terno e gravata, vê um baiano deitado numa rede, na maior folga. O paulista não resiste e diz:
– Você sabia que a preguiça é um dos sete pecados capitais?
E o baiano, sem se mexer, responde:
– A inveja também!