Armagedon

Era noite do dia 31 de dezembro de 1999. Yeltsin, Clinton e Bill Gates foram convidados para um jantar com Deus. Durante o jantar, Deus explicou o porquê de suas presenças:

– Eu precisava de três pessoas importantes para noticiar algo muito importante à Humanidade. Amanhã eu irei destruir o mundo!

Yeltsin, imediatamente, chamou seu gabinete e informou:

– Eu tenho duas más notícias a vos dar: Deus existe e amanhã ele irá destruir a Terra!

Clinton convocou uma reunião urgente com o Senado e o Congresso e disse-lhes:

– Tenho uma boa e uma má notícia: a boa é que Deus realmente existe, a má é que ele vai acabar com o mundo amanhã!

Bill Gates voltou à Microsoft e deu alegremente a notícia:

– Gente, tenho duas maravilhosas notícias para dar: a primeira é que sou uma das três pessoas mais importantes do mundo e a segunda é que não precisamos nos preocupar em resolver os bugs da próxima versão do Windows!

Tempos modernos

– Meus filhos todos têm nomes tecnológicos.
– Não brinca!
– Sério. O mais velho é o Ueize, depois vem o Iperlinque, o Desquitópi e as gêmeas Onlaine e Ofilaine…
– Caramba!
– E tem o caçula: o Cláudio.
– Cláudio? Mas não eram todos nomes tecnológicos?
– Então! Cláudio é nuvem em inglês!

Windows

Três pessoas estavam num carro. Um engenheiro mecânico, um engenheiro elétrico e Bill Gates.

De repente o carro para, do nada.

O engenheiro mecânico fala: “Calma gente, é problema com o engate de marchas, eu conserto isso!”.

O engenheiro elétrico fala: “Ih, é problema com o magneto! Eu conserto!”.

Bill Gates fala: “Gente, tenho uma idéia melhor. Vamos fechar todas as janelas, sair e entrar de novo no carro que ele funciona!”

Bug

Domingo pela manhã, um homem cortava sua grama calmamente, quando sua vizinha loira e gostosa caminhou até a caixa de correio, abriu a caixa e fechou com força voltando furiosa para casa.

O homem continuou lá, aparando a grama, quando de repente, a musa loira voltou. Ela caminhou bufando até a caixa de correio, abriu e socou a caixa, voltando novamente para casa, batendo o pé.

Poucos minutos se passam quando a loira aparece novamente. Com o andar impaciente, abre a caixa de correio, xinga, bate a tampa da caixa e volta queixosa.

O homem, já bastante curioso com a situação, pergunta:

– Algo errado, vizinha?

Ao que ela responde:

– Tudo errado!!! Aquele meu computador estúpido não pára de dizer que minha caixa de correio está cheia!