Pergunte ao Jonas

Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.

A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia. Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível. A menina, então disse:

– Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar a Jonas.

A professora lhe perguntou:

– E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?

A menina repondeu:

– Então é a senhora que vai lhe perguntar.

Só porque criou o mundo, pensa que é Deus

Para mim não resta a menor dúvida: Deus trabalhava como free-lancer para uma agência de propaganda e criou o mundo por obrigação profissional!

A troca de fax entre os dois deve ter sido mais ou menos assim:

De: Agência
Para: Deus
Favor criar o mundo.

De: Deus
Para: Agência
Informações insuficientes, solicito briefing mais detalhado.

De: Agência
O cliente solicitou que o mundo fosse redondo, colorido, que fosse claro durante o dia e escuro pela noite.
Pediu muita água nos rios e mares e nenhuma nos desertos.
Quer que no verão faça calor e frio no inverno.
Quer plantas que cresçam na terra e animais que respirem.
Montanhas altas, depressões baixas e planícies planas.
O cliente não quer acontecendo ao mesmo tempo chuva e sol, a não ser por ocasião de casamento de espanhol.
Ele pretende fazer uma inserção deste mundo no sistema solar e deixá-lo rodando lá por tempo indeterminado.
E tem mais, nós tentamos tirar essa ideia da cabeça dele, mas não houve jeito, ele bateu o pé: quer também gente no mundo.

De: Deus
Ah, essa não! Como é que eu vou trabalhar desse jeito? Não vai caber! É muita informação para um mundo só.
O ideal é fazer um mundo e uma luz para dividir as informações. Além do mais, gente no mundo nós sabemos que não dá certo.
Nós podemos deixar as pessoas na lua e para o mundo a gente retoma aquela ideia dos Incas Venusianos.

De: Agência
O Cliente aceita a lua, mas só para enfeitar, controlar marés, orientar cortes de cabelo e fazer agendas.
Todo o resto ele continua querendo ver dentro do mundo, inclusive gente.

De: Deus
Já estou vendo que esse cliente é do tipo buraco negro!

De: Agência
Também não é assim. É que ele nunca fez um mundo antes. Ele não tem ideia de como toda essa coisa funciona.
A gente peita, mas até um certo limite. Se ele quer por gente no mundo, é problema dele.
Ele está pagando e acha que o ser humano pode dar certo. O que vai se fazer?

De: Deus
Ok! Eu faço trabalho.

De: Agência
Ah, graças a Você!

De: Deus
Para: Agência
Mas qual é o prazo?

De: Agência
O prazo está estourado. Você só tem 7 dias para criar o mundo.

De: Deus
Impossível! Não dá! Isso aqui não é linha de produção de planetas. É preciso mais prazo.
Em 7 dias ninguém consegue fazer um mundo decente.

De: Agência
A questão é que se não estiver pronto daqui a uma semana, o cliente vai perder o espaço.
Infelizmente, não há outra alternativa. Precisamos faturar. Deixe para ganhar o Globo de Ouro em outros trabalhos.
Pode deixar que mais pra frente você vai criar um mundo melhor.

De: Deus
Isso é um absurdo! Um mundo não se cria assim, como quem apaga uma estrela.
É um processo delicado, que exige tempo e maturação. Ou a Gente faz como tem que ser feito ou esse mundo está perdido.

De: Agência
Você está exagerando. É só um mundo. Coisa esta. Se fosse um sistema solar, uma galáxia, vá lá, a gente pode caprichar mais. Mas um mundinho sem-vergonha deste? É querer gastar energia demais numa poeira cósmica.

De: Deus
Bem, lavo as minhas mãos. Mas quero deixar registrado aqui o Meu protesto.
E é bom que não se esqueça mais pra frente que se alguma coisa der errado foi porque, desde o princípio, era o caos. Até Eu duvido que vá sair alguma coisa boa disto.

De: Agência
Você me livre, vire essa boca pra lá!
Se Você quiser, tudo vai dar certo. Aliás estamos tão confiantes que resolvemos fazer um making off escrito.
Você sabe, um livro contando como tudo começou e etc. E não se preocupe, Você vai ficar com todos os créditos.
Não esqueça, hein? Você tem apenas 7 dias.

De: Deus
Olha, pra ser franco, esse cliente não merece coisa melhor. Vou matar esse trabalho rapidinho e tirar da frente. Em 6 dias eu crio o mundo e ainda vou ter um dia pra descansar.

De: Agência
Você é quem sabe.
E a campanha de manutenção?

De: Deus
Nem quero pensar nisso agora.
Se precisar, depois Eu mando Meu filho lá pra dar uma olhada…

A Missa

O novo padre da paróquia estava tão nervoso no seu primeiro sermão, ao ponto de quase não conseguir falar. Antes do seu segundo sermão, no domingo seguinte, perguntou ao Arcebispo como poderia fazer para relaxar, e este lhe sugeriu que na próxima vez, colocasse umas gotas de vodka na água, e que depois estaria mais relaxado. No domingo aplicou a sugestão e sentiu-se tão bem, que poderia falar alto até no meio de uma tempestade, de tão feliz e descontraído que estava. Depois de regressar à sacristia encontrou uma nota do Arcebispo dizendo:

” Meu querido irmão em Cristo:

1) Na próxima vez coloque gotas de vodka na água e não gostas de água na vodka;

2) Não coloque limão e açúcar na borda da taça;

3) O missal não é um apóia copo;

4) O manto de N.S.J. não deve ser usado como guardanapo;

5) Existem 10 mandamentos e não 12;

6) Existiram 12 apóstolos e não 10;

7) Não devemos nos referir a Jesus Cristo e seus apóstolos como JC e sua banda;

8) Não nos referimos a Judas como chunda;

9) O Papa é sagrado, e não castrado, e não nos referimos a ele como O Padrinho;

10) Judas não enforcou Jesus e Tiradentes não tem nada a ver com a história;

11) A Hóstia não é chiclete, portando evite tentar fazer bolas;

12) Procure moderar-se no vinho, e mesmo assim, procure bebê-lo em uma taça;

13) Backstreet Boys não consta na relação de música do Côro;

14) Evite se apoiar na imagem de Nossa Senhora, muito menos abraçá-la;

15) A iniciativa de chamar o público para dançar foi interessante, mas fazer trenzinho pela Igreja, não;

16) Limite-se a fazer sermões sobre Religião, evite falar de política e futebol;

17) Água benta é para benzer, não para refrescar a nuca;

18) As Hóstias devem ser distribuídas para o povo, na comunhão, não usadas como acompanhamento para o vinho;

19) Edir Macedo não é o Diretor Financeiro da Igreja Católica;

20) Procure usar roupas debaixo da batina. Evite abanar-se com a batina quando estiver com calor;

21) O nome do Papa é João Paulo e não Leonardo e nenhum dos dois fez dupla com Xororó;

22) Belém onde nasceu Jesus não fica no Rio Grande do Sul;

Pelos 45 minutos de Missa que acompanhei notei estas falhas. Lembro que uma Missa leva em torno de uma hora, e não dois tempos de 45 minutos. Numa Missa não se faz perguntas ao público, nem existem cartas e universitários.

Onde reza-se a Missa não é chamado de ‘palco mundo’ e sim de altar. Aquele, sentado no canto do altar, ao qual você se referiu como travesti de saias, era eu. Espero que tais falhas sejam corrigidas no próximo domingo.

Atenciosamente,

Arcebispo”.

O bêbado e a procissão

Semana Santa, o sujeito no maior porre na porta de um boteco vê a procissão passando, carregando uma Santa num andor todo verde e rosa, e berra:
– Olha a Mangueira aí, gente!
Enfezado, o padre vira-se para o bêbado e esbraveja:
– Mas que falta de respeito, seu excomungado! Sai fora!
Nem bem acabou de falar, a Santa bate num galho de uma mangueira, cai e se espatifa no chão.
E o bêbado:
– Bem que eu avisei!

No portão do Céu

Um rapaz está no portão do céu, esperando para ser admitido, enquanto São Pedro folheia o livro sagrado, checando toda a vida dele para ver se ele foi um garoto de valor. Depois de um bom tempo, São Pedro olha severamente para ele e diz:

– Não vejo nada que seja realmente ruim em sua vida, mas também não há nada que seja realmente bom. Se você me provar que fez algo REALMENTE bom, você está dentro.

O garoto pensa por alguns instantes e diz:

– Ahhh, teve uma vez que eu estava indo pela estrada quando vi uma gang gigante de motoqueiros mexendo com uma garotinha indefesa. Diminui a velocidade para ter certeza do que estava acontecendo. Vi uns 50 deles tentando tirar as roupas da mocinha. Parei meu carro, peguei um bastão de baseball e fui em direção ao líder da gang, um cara com uma jaqueta de couro com uma estampa de tigre. Ele tinha uma corrente amarrada da orelha esquerda até o nariz. Enquanto me aproximava dele, os membros da gang foram fazendo uma roda em volta de mim. Arranquei a correntinha da cara dele e dei-lhe uma pancada com meu bastão. O cara foi pro chão com um só golpe. Depois disso eu virei para todos eles e disse: Deixem esta garota em paz. Vocês não passam de um bando de bostas! Voltem para suas casas antes que eu perca a paciência e acabe com suas raças, seus animais!

São Pedro, realmente impressionado perguntou:

– E quando isso aconteceu?

– Ah, faz uns dez minutos…