Para trocar uma lâmpada

Quantos micreiros são precisos para trocar uma lâmpada?
Nenhum. Nós consertamos via software.
Anúncios

Síndrome da Informática

Você sabe que está viciado em Informática quando:

– Seus cartões de visita tem seu endereço e-mail
– Você responde imediatamente a qualquer e-mail, ignorando a pilha crescente de correspondência que o carteiro trouxe (snail mail)
– Você compra um laptop para poder surfar enquanto estiver no “troninho”
– Você desistiu de procurar a “mulher de sua vida” e fica no computador tempo suficiente para se cansar a ponto de não se preocupar mais com isso
– Sua mulher pede ao advogado dela para lhe mandar os papéis do divórcio … via e-mail
– Seu computador custou mais do que o seu carro
– Você beija a homepage da sua namorada
– Sua mulher põe uma peruca em cima do monitor para você se lembrar de como ela é
– Todos os seus amigos tem um @ no nome
– Você liga o interfone ao sair do quarto, para poder ouvir no caso de chegar um e-mail
– Você começa a se apresentar como fulano.detal@provedor.com.br
– Quando você vai ao banheiro, diz que irá fazer um download
– Você começa a sonhar em HTML
– A Depressão por Deficiência de E-mail (DDE) faz você mandar e-mail para si mesmo
– Você desliga o modem e tem aquela sensação horrível de vazio, como se tivesse “desligado” um ente querido
– Alguém lhe diz que tem um modem de 56 Kbps em casa e sua reação imediata é cair na gargalhada
– Seu bichano não tem nome, tem homepage própria
– Na viagem de férias, você leva o notebook no colo, enquanto seu filho vai no compartimento para bagagens de mão
– Você se vê digitando “com” depois de cada ponto final quando está usando um processador de textos

The Door

THE DOOR
O SISTEMA OPERACIONAL QUE VAI REVOLUCIONAR A INFORMÁTICA

Por que entrar pela janela se você tem a porta principal!

Só estávamos esperando o concorrente lançar sua nova versão, para que o nosso fosse lançado, totalmente plug and prayer e desenvolvido por maravilhosos programadores orientados ao goto.
Utilizando-se recursos de sobras de campanhas políticas e precatórios, o lançaremos com atalhos, não sabemos ainda para onde, dos nossos patrocinadores. Se desejar, ainda há espaços.
Totalmente sonorizado pelos Raimundos e pelo Genival Lacerda, e claro, não poderiam faltar os efeitos especiais, estes desenvolvidos por incríveis programadores Cobol.
O preço de venda já está definido, será de R$ 9,99 e, comprando um, você leva dez.
A única desvantagem do The Door é que este só roda sobre o Windows, mas não se preocupe, em compensação você ficará completamente livre daquelas mensagens desagradáveis do tipo: Abort, Retry, Fail, agora você receberá uma coisa mais suave:
Ah! Eu tô maluco! Ah! Eu tô maluco!

Milionário ou faxineiro da Microsoft?

“Um homem que estava desempregado entra num concurso para ser faxineiro da Microsoft. O gerente de recursos humanos o entrevista, faz um teste (pede para ele varrer o chão) e lhe diz: “o serviço é seu. Me dê o seu e-mail para que eu envie a ficha de inscrição, a data e a hora em que você deverá se apresentar para o serviço”.

O homem, desesperado, responde que não tem computador, muito menos e-mail. O gerente de RH disse então que lamentava o ocorrido, mas que a ausência de e-mail significava que virtualmente o homem não existia, e que, como não existia, não poderia trabalhar.

O homem saiu desesperado, sem saber o que fazer e com somente 10 dólares no bolso. Decidiu então ir ao supermercado e comprar uma caixa com 10 quilos de tomates. Indo de porta em porta, resolveu vender os tomates a quilo e, em menos de duas horas, já tinha conseguido duplicar seu capital. Depois de repetir a operação mais três vezes, voltou para casa com 60 dólares.

E assim o tempo passa. O homem verifica que pode sobreviver dessa maneira, sai de casa cada dia mais cedo e chega do trabalho cada dia mais tarde. Pouco tempo depois compra uma kombi, depois a troca por um caminhão e chega a ter uma pequena frota de veículos para distribuição.

Cinco anos depois, o homem se torna dono de uma das maiores distribuidoras de alimentos dos Estados Unidos. Pensando no futuro da família, decide tirar um seguro de vida. Chama um corretor, acerta um plano justo e, quando a conversa acaba, o corretor lhe pede um endereço de e-mail para enviar a proposta.

O homem responde que não tem e-mail.

Curioso, o corretor lhe disse: “Você não tem e-mail e chegou a construir esse império. Imagine o que você seria se tivesse um e-mail!”.

E o homem responde:

“Seria faxineiro da Microsoft!”

Moral da história 1: a internet não soluciona sua vida;

Moral da história 2: se você quer ser faxineiro da Microsoft, procure ter um e-mail;

Moral da história 3: Se você não tem um e-mail, mas trabalha muito, pode se tornar milionário;

Moral da história 4: se você recebeu isto por e-mail, está mais perto de ser faxineiro do que milionário.

Autor desconhecido