Certeiro

Maria e Manoel foram para um hotel no Rio de Janeiro e ficaram em uma cobertura de frente para um morro.

Manoel chegando no quarto vai logo para a sacada e vê uma asa delta vindo de frente para o hotel e diz:

– Maria traga a arma!

– Mas porque, Manoel?

– Tem um bicho enorme vindo em nossa direção!

– Tá aqui, Manoel. Tome!

BUM! BUM! BUM!

– E aí, Manoel? Matou?

– Matar não matei, mas pelo menos ele soltou o homem que carregava!

Dedo duro

Um português foi preso numa cela com um leproso. Com o passar do tempo, caiu uma unha do leproso e ele apanhou e atirou pela janela; a seguir aconteceu o mesmo com um dedo, uma orelha etc.

O português não suportou a situação, quando o leproso atirou pela janela uma de suas mãos que havia caído. Ele chamou um “guarda” e avisou que queria falar, em particular, com o diretor do presídio, quando disse:

– Olha chefe, eu não sou dedo duro não, mas meu colega de cela esta fugindo aos poucos.

No cinema

Um sujeito entra no cinema e vê um outro sentado, com uma perna na cadeira da frente e a outra na outra cadeira do lado, um braço na cadeira da direita e o outro na cadeira da esquerda. Sua cabeça jogada para trás atrapalhava a fila de pessoas que tentava se acomodar. O sujeito estava
completamente esparramado e não demonstrava esforço em sair daquela posição. O sujeito que havia entrado no cinema não aguentou e, irônico, disse:

– E aí, meu amigo? Você não gostaria de um whyskizinho, um
amendoinzinho, uma cervejinha… quem sabe mais umas dez
cadeiras para espichar um pouco mais?

E o esparramado:

– Olha! Querer eu até quero, mas primeiro chama uma ambulância porque faz umas duas sessões que eu cai lá de cima do balcão…