Marketing

De uma prostituta para um policial, ao ser levada para a delegacia:

– Sabe, seu guarda, eu não vendo sexo…

– Ah, não? – replica o guarda, com um sorriso sarcástico.

– E o que é que você vende, então?

– Eu vendo preservativos e ofereço demonstrações gratuitas!

Anúncios

Ação e reação

Ao entrar na sala de aula a professora vê um pênis desenhado no quadro. Sem perder a compostura, imediatamente ela apaga o desenho e começa a aula.

No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior. Ela torna a apaga-lo e não faz nenhum comentário.

No outro dia, o desenho já está ocupando quase o quadro todo, e embaixo ela lê os seguintes dizeres:

“Quanto mais você esfrega, mais ele cresce!”

:o)

Desperdício

O padre esta saindo da igreja e surpreendo um de seus coroinhas se masturbando.

– Meu filho, não faça isso! Você esta cometendo um pecado muito grave!

– Mas porque isso é pecado, seu padre?

– Porque você está matando uma vida. A desses espermatozóides que você está desperdiçando poderia nascer um grande homem, um pai de família honrado, um escritor, um médico.

O menino abaixa a cabeça parecendo arrependido, mas assim que o padre sai, ele volta a se masturbar.

– Tenho a impressão de que esse iria ser um assaltante!

Tratamento infalível

Descontente com o desempenho do marido, aquela morena de parar o trânsito procura ajuda de um médico.

– Doutor, eu gostaria de algum tratamento para que o meu marido se sentisse como um touro.

Ao ouvir isso, o médico levanta-se imediatamente e começa a tirar a roupa:

– O que é isso, doutor? – pergunta ela, indignada.

– A senhora não quer que o seu marido se sinta como um touro? Pois bem, vamos começar pelos chifres!

Pensando rápido

Chega um brutamontes na feira e pede meia melancia.
– Amigo, nós só vendemos melancia inteira!
– Mas eu só quero meia.
– Vou falar com o dono.
O feirante vai até a barraca ao lado, onde está o patrão, e não percebe que o monstro o acompanhou:
– Patrão, tem um babaca querendo comprar meia melancia.
Ao virar-se:
– E esse cidadão aqui quer a outra metade!

O genro

Duas semanas depois do casamento da filha única, aquele empresário bem sucedido chama o genro para uma conversa reservada:

– Adoro minha filha, e é pela felicidade dela que você está agora nesta família. Para te mostrar meu afeto e demonstrar que você faz realmente parte da família, eu vou dividir meus negócios com você: te dou 50% de tudo, e o que você tem que fazer é vir todos os dias na fábrica e seguir o treinamento.

O genro faz uma cara de nojo e interrompe:

– Odeio o trabalho de fábrica. Aliás, odeio barulho.

– Hummmm, sei… – responde o sogro – Bom, vou te mandar para o administrativo. Basta fazer um curso de contabilidade.

– Odeio trabalhar num escritório – diz o genro – Ficar sentado o dia inteiro numa sala fechada não é comigo!

– Hei! – exclama o sogro – Acabo de te dar 50% de todo o meu patrimônio mas você não gosta de trabalhar na fábrica nem no escritório! O que eu faço com você?

– Fácil – retruca o genro.

– Compra minha parte!