Dinheiro não traz felicidade

O dinheiro não traz felicidade, então, dê todo o seu pra mim e seja feliz!
Anúncios

Simpatia para nunca virar viado

1. Ir à meia noite a um galinheiro e roubar uma pena do rabo de uma galinha.
2. Deixá-la, a pena, 24 horas no sereno.
3. Guardar a pena na carteira.
4. Carregar a pena pelo resto de sua existência.

Explicação Científica:

“Quem tem pena do rabo, nunca vira viado.”

Paraolimpíadas

Um criança de cinco anos em vista do grande apelo de marketing do PAN-AMERICANO e das olimpíadas pergunta para o seu papai:

– Papai porque é PARAOLIMPIADAS?

O pai, com habilidade responde ao pequeno ser:

– Assim como tivemos o PAN, PARAPAN, teremos as Olimpíadas e as PARAOLIMPIADAS. As PARAOLIMPIADAS são para os atletas especiais; que são aquelas pessoas que tem deficiência física e deficiência mental, entendeu filhinho?

– Ah, entendi! Assim como teve eleição PARAPRESIDENTE e o LULA GANHOU NÉ?

O repolho

O Joãozinho pergunta ao pai como ele e sua irmã nasceram:
– Ah! Eu encontrei você dentro de um repolho e sua irmã dentro de um pé de alface!
Na mesma noite, Joãozinho passa pelo quarto dos pais e pega os dois transando.
Ele dá uma piscadinha marota para o pai e diz:
– Ai velhão! Cuidando da horta, hein!

Brincando de papai e mamãe

Joãozinho chega da escola e vai direto a geladeira pegar o sorvete.

Sua mãe entra na cozinha e dá uma bronca:

– Nada disso, Joãozinho. Isso não é hora de tomar sorvete. Está quase na hora do almoço. Vá lá fora brincar.

– Mas, mamãe, não tem ninguém para brincar comigo!

A mãe não entra no jogo dele e diz:

– Ok, então eu vou brincar com você. Do que é que nos vamos brincar?

– Quero brincar de Papai-e-mamãe.

Tentando não mostrar surpresa ela responde:

– Tá certo. O que é que eu devo fazer?

– Vá para seu quarto e deite-se.

Pensando que vai ser bem fácil controlar a situação, a mãe sobe as escadas. Joãozinho vai até o
quartinho e pega um velho chapéu do pai. Ele encontra um toco de cigarro num cinzeiro e o coloca no canto da boca. E sobe as escadas e vai até o quarto da mãe.

A mãe levanta a cabeça e pergunta:

– E o que eu faço agora?

Com um jeito autoritário, Joãozinho diz:

– Desça e dê sorvete ao garoto!


Conheça também meu blog Reflexões e Utopias