Mas é lógico!

E na aula de matemática:
– Quantos dedos eu tenho nessa mão, Joãozinho!
– Cinco, professora!
– Se eu tirar três, o que acontece?
– A senhora fica aleijada!

Perguntas perigosas

Lula foi a uma escola conversar com as criancinhas, acompanhado de uma Comitiva. Depois de apresentar todas as maravilhosas realizações de seu Governo, disse às criancinhas que iria responder perguntas. Uma das crianças levantou a mão e Lula perguntou:

– Qual é o seu nome, meu filho?

– Paulinho.

– E qual é a sua pergunta?

– Eu tenho três perguntas. A primeira é, “Onde estão os 10 milhões de empregos prometidos na sua campanha Presidencial?”; a segunda é, “Quem matou o Prefeito Celso Daniel ?” e a terceira é, “O senhor sabia dos escândalos do mensalão ou não?”.

Lula fica desnorteado, mas neste momento a campainha para o recreio toca e Ele aproveita e diz que continuará a responder depois do recreio.
Após o recreio, Lula diz:

– OK, onde estávamos? Acho que eu ia responder perguntas. Quem tem perguntas?

Um outro garotinho levanta a mão e Lula aponta para ele.

– Pode perguntar, meu filho. Como é seu nome?

– Joãozinho, e tenho cinco perguntas: A primeira é, “Onde estão os 10 milhões de empregos prometidos na sua Campanha Presidencial?”; a segunda é, “Os gastos com o cartão de crédito de D. Marisa são pagos pelo Governo?”. A terceira é, “O senhor sabia dos escândalos do mensalão ou não?” ; a quarta é, “Porque o sino do recreio tocou meia hora mais cedo?” e a quinta é, “Cadê o Paulinho ??!!”.

O atraso do Joãozinho

Como de hábito, Joãozinho chega atrasado na escola. Irritada, a professora pergunta:
– Joãozinho, espero que você tenha uma boa desculpa pelo seu atraso!
– Tenho sim, tia! – responde o Joãozinho – Quando eu estava andando na rua eu vi um grupo de pessoas que estavam procurando alguma coisa no chão. Diziam que era uma nota de cem. Então eu esperei todo mundo ir embora, e é por isso que cheguei atrasado.
– E por que você teve que esperar todo mundo ir embora?
– Porque eu estava com o pé em cima da nota, tia!