Extravagâncias

No vagão de trem, viajam um velho todo engomadinho e um jovem punk.

O velho não tira o olho do cabelo do jovem, todo multicolorido, com a maior parte verde, um grande topete amarelo e listras parecendo arco-íris.

Irritado com aquele exame, o punk grita:

– Qualé, meu? Vai me dizer que nunca fez extravagâncias quando era jovem?

– Claro que fiz… Certa vez transei com um papagaio e tô pensando se você não podia ser meu filho…

O papagaio e o mágico

Um mágico estava num cruzeiro marítimo pelo Caribe. A platéia seria diferente toda semana, então o mágico se permitiu fazer o mesmo show todas semanas. Existia apenas um problema: o papagaio do capitão assistia o show toda semana e começou a entender como o mágico fazia cada truque. Uma vez entendido, ele começava a gritar no meio do show:

“Olhem! Não é o mesmo chapéu”.

“Olhem! Ele esta escondendo as flores embaixo da mesa”.

“Hey! Por que todas as cartas são Ases de Espada?”.

O mágico estava ficando furioso, mas não podia fazer nada, afinal, era o papagaio do capitão do navio.

Um dia aconteceu um acidente e o navio afundou. O mágico se encontrou boiando num pedaço de madeira, no meio do oceano com o papagaio, é claro. Eles ficaram se encarando com ódio nos olhos, mas não disseram uma palavra. Isto foi por dias e dias…

Após uma semana, o papagaio disse “Ok, eu desisto. Onde está o barco?”