Funções

O Padre de uma paróquia do interior encontra na estrada uma menina
de uns seis anos, puxando uma vaca.
– Onde vai, minha menina?
– Vou levar a vaca para cruzar com o touro do Seu Zé.
O padre escandalizado, imaginando a cena que a menina iria ver, tentou
demovê-la:
– Será que seu pai não poderia fazer isto?
– Não. Tem que ser com o touro mesmo…
Anúncios

A Estranha no Ninho

A tartaruguinha faz um grande esforço e começa a subir numa árvore.

Depois de horas de muito esforço, ela consegue alcançar um galho bem baixo, mas escorrega e despenca no chão. Mas ela não desiste. Depois de se recuperar, se arrasta até a árvore e faz mais uma tentativa. Depois de subir uns três centímetros, pá! Cai no chão, onde fica agitando as patinhas, desesperada.

Enquanto isso, no topo da árvore um casal de pombos conversa:

— Querido — diz a fêmea, com os olhos cheios de lágrimas — Será que não está na hora de contarmos que ela é adotada?

Brincando com Arco e Flecha

Joãozinho estava brincando com seu arco e flecha, que tinha ganhado no Natal.
De repende ele soltou uma flecha que caiu no quintal da Dona Maria.
— Dona Maria — fala Joãozinho — posso pegar a flecha que caiu no seu quintal?
— Não, me fala onde que tá que eu pego!
— Er… Não, Dona Maria, deixa que eu pego.
— Fala onde que tá logo, menino, se não eu não pego mais.
— Tá bom, tá bom… Tá no seu gato!

Pergunte ao Jonas

Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.

A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia. Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível. A menina, então disse:

– Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar a Jonas.

A professora lhe perguntou:

– E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?

A menina repondeu:

– Então é a senhora que vai lhe perguntar.

Mentira

O circo está sem domador de leões. O último que passou por lá perdeu o braço porque o leão é muito feroz. O dono coloca um anúncio no jornal e aparecem dois candidatos: uma loira de fechar o comércio e um sujeito de uns 20 anos mas que não tem nenhuma cara de um domador.
O dono explica:
– Vou direto ao assunto: vocês vão ser colocados na jaula do leão, e quem tiver a melhor performance vai ser contratado. Seu único equipamento é um chicote e uma cadeira. Quem quer começar?
A loira se apresenta. Ela deixa a cadeira e o chicote fora da jaula e entra. O leão está prestes a pular sobre a loira, quando ela abre seu vestido e revela seu corpo nu, um corpo esplêndido. O leão para imediatamente, rasteja até a loira e começa a lamber suas pernas, subindo cada vez mais. Em seguida, deita dócil aos pés da domadora.
O dono do circo está entusiasmado:
– Nunca na minha vida vi um espetáculo como esse! Vamos ganhar uma fábula com esse número.
Mas aí olha para o rapaz com dó, e pergunta:
– Você acha que pode fazer melhor?
O rapaz responde:
– Tire o leão da jaula que o senhor vai ver!