Os botões

Saddam Hussein e George W. Bush se encontram pela primeira vez, em Washington, para discutir a paz.

Quando Saddam sentou na poltrona destinada a ele, pôde ver que havia três botões na cadeira de Bush.

Depois de cinco minutos de conversa, Bush apertou o primeiro botão e uma luva de boxe saiu do braço direito da cadeira de Saddam e socou o ditador iraquiano na cara.

Confuso, Saddam continuou falando sobre paz enquanto Bush ria.

Alguns minutos depois, Bush apertou o segundo botão e uma bota acertou o traseiro de Saddam. Bush gargalhou tanto, que apertou o terceiro botão e um balde de água caiu na cabeça do iraquiano, enquanto o presidente americano rolava no chão de tanto rir.

Finalmente, Saddam se tocou de que o processo de paz havia fracassado e voltou a Bagdá.

Duas semanas depois, as negociações recomeçaram, e foi a vez de Bush ir ao Iraque.

Quando o americano chegou à sala do iraquiano, percebeu que na cadeira de Saddam havia três botões e ficou preparado para a revanche do ditador.

Eles começaram a conversar e Saddam apertou o primeiro botão. Bush se encolheu todo, mas nada aconteceu.

Saddam caiu na risada…

A conversa continuou e, alguns minutos depois, o ditador apertou o segundo botão. Bush deu um pulo na cadeira, mas nada aconteceu… e Saddam caiu na gargalhada.

Poucos segundos depois, Saddam apertou o terceiro botão. Bush arregalou os olhos, mas nada aconteceu. Saddam rolava no chão de tanto rir.

O americano, irritado com aquela bobagem, levantou-se e disse:

– Esqueça a paz! Estou voltando para Washington!

E Saddam, rindo feito louco, disse:

– Que Washington?