O apartamento

Um fulano encontra uma linda garota e concorda em passar a noite com ela mediante o pagamento de R$ 500. Mas na hora de pagar, ele descobre que está sem dinheiro, e diz que vai mandar-lhe um cheque assim que chegar no escritório. Para a secretária não desconfiar, ele combina que diria ser o pagamento pelo “aluguel do apartamento”. Só que ao voltar ao escritório, ele acha que R$ 500 é meio muito para uma noite com a moça, e ele decide mandar apenas 250. No envelope, ele pede para a secretária acrescentar o seguinte bilhete:

Prezada Senhora,

Em anexo está um cheque de R$ 250 pelo aluguel do apartamento.

Não estou enviando o valor acertado porque quando aluguei o apartamento eu imaginava que:

1) ele nunca tivesse sido ocupado
2) ele tivesse aquecimento
3) fosse menor de modo a me sentir em casa

Ao receber a carta, a moça imediatamente devolve o cheque acompanhado do bilhete:

Prezado Senhor,

Em primeiro lugar, não posso entender como o senhor espera que um bonito apartamento como o meu fique vago indefinidamente.

Com relação ao segundo item, o apartamento possui aquecimento, o senhor é que não soube ligá-lo.

Quanto ao espaço, ele é totalmente adequado, e se o senhor não tem mobília suficiente para preencher o espaço, não culpe a proprietária!