Matando Baratas

Manoel chega no armazém e pede:

— Por favor, me dê meio quilo de naftalina!

— Meio quilo? — pergunta o vendedor, assustado.

— Sim — disse ele, convicto — Desta vez acabo com as baratas lá de casa!

— Eu também tinha baratas em minha casa! — conta o vendedor — Mas acabei com elas com apenas três bolinhas de naftalina!

— Tudo bem — concordou o português — Mas o senhor deve ser muito bom de mira!