O funeral

Saindo do supermercado, um homem depara com uma inusitada procissão de funeral.

Primeiro vinha um caixão preto. Depois um segundo caixão preto. Em seguida um homem sozinho levando um pitbull na coleira. Finalmente atrás dele uma longa fila indiana só de homens.

Sem conseguir conter a curiosidade, ele se aproxima delicadamente do homem com o cachorro e diz:

“Meus sentimentos por sua perda. Eu sei que o momento não e apropriado, mas… eu nunca vi um enterro assim… o senhor poderia me dizer quem faleceu?”

“Bem… no primeiro caixão esta a minha esposa”

“Sinto muitíssimo! o que aconteceu com ela?”

“Meu cachorro… ele a atacou…”

“Que tragédia! E o segundo caixão?”

“Minha sogra… ela tentou salvar a filha…”

Um silêncio consternado e pungente. Os dois homens olham-se nos olhos.

“Você me empresta o cachorro?”

“Entre na fila!”