Um fulano chamado Super-Homem

Um fulano totalmente fiel a sua esposa, jamais havia traído. Até que um belo dia sua secretária o seduziu. Levou-o para um barzinho e depois de ter tomado todas partiram para o sexo.

Após o sexo o fulano dormiu profundamente. Depois de um longo sono foi acordado por um raio de sol que batia no seu rosto. Acordou atordoado, com uma ressaca desgraçada, ainda tonto e olhou para o relógio: já eram 6 horas da manhã, a mulher dele devia estar uma arara.

Levantou e se vestiu com uma pressa impressionante, em menos de trinta segundos já estava entrando no carro. Ao chegar em casa todo sem graça, desconfiado, com jeito de culpado, encontrou os dois filhos que já estavam prontos para ir para a escola, a mulher estava na cozinha fazendo a vitamina de sempre.

Tudo parecia normal. O fulano passou entre os filhos e disse:

– Bom dia, filhos.

– Bom dia, Super-Homem, disseram.

– Bom dia, mulher.

– Bom dia, Super-Homem, disse a esposa.

Ele começou a ficar desconfiado.

– Super-homem, você vai levar a gente para a escola? – disse um dos filhos.

– Você vai querer vitamina agora, Super-Homem? – perguntou a esposa.

O fulano, já irritado, pediu explicação:

– Ok, eu sei que errei, tô chegando uma hora dessa, fiz farra a noite toda, mas que negócio é esse de Super-Homem?

Responde sua esposa com voz de irritação:

– Só existem dois babacas que botam a cueca sobre a calça, você e o Super-homem!

Anúncios