Sempre ao seu lado

Jacó está no seu leito de morte e Sara ao seu lado segura a sua mão.

– Sara, eu estou morrendo… – diz ele com voz rouca.

– Calma Jacó, eu estou aqui do seu lado, como sempre!

– Sara, me diz uma coisa, quando nós vivíamos na Polônia e os camponeses da vila vizinha invadiram e queimaram a nossa casa, você estava comigo?

– Mas claro, Jacó! Eu estava com você sim!

– Sara, e em 42, em Paris, quando os nazistas nos capturaram, você estava comigo?

– Claro que sim, Jacó! Eu sempre estive ao seu lado!

– E quando fomos levados para Auschwitz, você estava comigo?

– Estava sim!

– Puta que o pariu, Sara! Como você é pé-frio!