Sugestões para quem broxar

Broxar é sempre uma situação, digamos, broxante. O importante, porém, é não perder a compostura quando o colega do andar de baixo recusa-se a cumprir sua função. Dê a volta por cima e saia com alguma observação bem-humorada.

Aqui vão 15 sugestões para você usar neste momento trágico. Uma delas com certeza terá tudo a ver com sua personalidade marcante, singular e intransferível…

1. Irônico – “Nossa, deve ser alguma coisa que eu não comi!”

2. Sarcástico – “Bem, só me resta cortá-lo e guardá-lo num vidrinho para as futuras gerações”.

3. Cínico – “He he he, isso é o que eu chamo de sexo frágil!”

4. Iconoclasta – “Levanta-te e anda, descrente!”

5. Modernoso – “Na verdade, meu, eu acho que sexo é totalmente dispensável numa relação moderna…”

6. Dispersivo – “Você sabia que a autobiografia do Fernando Collor vai se chamar ‘Que Culpa Tenho Eu?'”

7. Compreensivo – “Liga não, ele faz isso só para chamar a atenção”!

8. Esportista – “Pô, logo hoje que eu ia dar a milésima e dedicá-la às criancinhas do Brasil!”

9. Grosso – “Desculpe, mas ele tem nojo dessa coisa úmida, fedida e gosmenta aí…”.

10. Surreal – “Para falar a verdade, ele não é meu. O meu está no conserto. Este eu peguei emprestado do Ronaldinho”.

11. Nacionalista (cantando) – “Deitado eternamente em berço esplêêêêêêêndido…”

12. Inconformado – “Gozado isto nunca me aconteceu antes. Só depois…”

13. Politizado – “Acho que vou passar a chamá-lo de Fernando Henrique ou Enéas ”

14. Freudiano – “… mas é que ele tem trauma de adolescência: vivia apanhando e era sempre cinco contra um!”

15. Autoconfiante – “Até que enfim aconteceu! Eu já estava me sentindo um estranho no meio da turma!”