Amiga da onça

Duas bichinhas estavam passeando quando uma delas, ao assustar-se com uma borboleta, caiu num poço. Na queda, ela quebrou as duas pernas e os dois braços.

Ficou lá em baixo, imóvel, berrando por socorro. A outra, mais que solícita, saiu correndo para pegar uma corda. Toc, Toc, Toc, Toc, Toc (onomatopéia do salto da bichinha correndo).
Ela chegou e jogou a corda para a amiga em apuros.

– Vai, pega essa corda, Mona!

– Mas como? Se estou toda quebrada… – retrucou a bicha em perigo.

– Gruda os dentes na corda, boba!

E lá se foi a bicha a cravar os dentes e a subir. Aaaasssshhhhh, Ashhhhhhhhh, Assshhhhh (onomatopéia da bicha ajudando a outra a subir).

Quando finalmente a bicha estava quase chegando à boca do poço, a amiga diz:

– Bicha, que dentes mais lindos! Tô passada!

E a outra:

-Obrigaaaaa.a.a.a.a.a…a…a…a….a….


Conheça também meu blog Reflexões e Utopias


Anúncios