O peixe morre pela boca

Um homem telefona para a sua esposa e diz:

– Querida, o meu chefe convidou a mim e a alguns amigos para irmos pescar num lago distante. Vamos ficar fora uma semana. Esta é uma excelente oportunidade para eu conseguir a promoção de que tenho estado à espera, por isso me prepare roupas suficientes para uma semana e também a minha caixa de apetrechos de pesca. Vamos partir diretamente daqui do escritório e vou passar aí apenas para apanhar essas coisas. Ah!… Por favor, coloque também o meu pijama novo, aquele de seda azul.

A mulher acha que isso soa um bocado estranho mas, sendo a boa mulher que é, faz o que o marido pediu. No fim de semana seguinte, ele regressa da pescaria um bocado cansado, mas fora isso, sem nada de anormal. A mulher lhe recebe com um beijo e lhe pergunta se apanharam muitos peixes.

Ele responde:

– Sim! Muitos pargos, algumas garoupas e uns poucos carapaus. Mas porque que você não colocou o meu pijama de seda azul, tal como te pedi?

A mulher responde:

– Arrumei sim, querido! Coloquei-o na caixa de apetrechos de pesca!

Anúncios

Mentira

O fazendeiro resolve trocar o seu velho galo por outro que desse conta das inúmeras galinhas.
Ao chegar o novo galo e, percebendo que perderia suas funções, o velho galo foi conversar com o seu substituto:
– Olha, sei que ja estou velho e é por isso que meu dono o trouxe aqui, mas será que você poderia deixar pelo menos duas galinhas para mim?
– Que é isso, velhote?! Vou ficar com todas.
– Mas só duas… – ainda insistiu o galo.
– Não. Já disse! São todas minhas!
– Então vamos fazer o seguinte: – propõe o galo velho – apostamos uma corrida em volta do galinheiro. Se eu ganhar, fico com pelo menos duas galinhas. Se eu perder, são todas suas. O galo jovem mede o galo velho de cima abaixo e pensa que certamente ele não será capaz de vencê-lo:
– Tudo bem, velhote, eu aceito.
– Já que realmente minhas chances são poucas, deixe-me ficar vinte passos a frente. – pediu o galo.
O mais jovem pensou por uns instantes e aceitou as condições do galo velho. Iniciada a corrida, o galo jovem dispara para alcançar o outro galo. O galo velho faz um esforço danado para manter a vantagem, mas rapidamente está sendo alcançado pelo mais jovem.
No momento em que o mais velho ia ser alcançado pelo mais novo, o fazendeiro pega sua espingarda e atira sem piedade no galo jovem.
Guardando a arma, comenta com a mulher:
– Num tô intendendo, uai! Já é o quinto galo viado que a gente compra esta semana!

Seis Horas de Vida

Uma mulher vai ao médico, que lhe dá uma péssima notícia:
– A senhora tem seis horas de vida!
Ela fica desesperada, vai para casa e resolve gastar o tempo que resta de sua vida fazendo sexo com o seu marido.
Fazem sexo uma vez… duas… E ela pede para repetirem! Então eles fazem sexo mais uma vez. Ela, não satisfeita, pede de novo e eles fazem sexo pela quarta vez.
– Ah, meu amor… vamos dar a quinta?
– Ah, querida … chega, né? Eu tenho que acordar cedo amanhã de manhã! Você, não!

Velhinha na escadaria

A velhinha toda encarquilhada ia pagando uma promessa e subindo de joelhos os 452 degraus da Igreja Nossa Senhora da Penha, quando já cumprida mais da metade da empreitada, perdeu o equilíbrio e despencou lá de cima. Quando estatelou-se no chão, estava morta!
Juntou a maior multidão pra ver o que sobrara da velhinha e foi quando uma mulher berrou para uma bichinha:
– E você que estava perto dela, sua bicha sem-vergonha, por que não segurou a pobre da velhinha?
– Eu não! Sei lá se ela tava pagando promessa!