Melôs

Do leproso:
– Já não tenho dedos para contar…
– Jogue suas mãos para o céu…
– Tire suas mãos de mim…

Do Ulisses Guimarães:
– Vou nadar e morrer na beira da praia…
– Quem me dera ser um peixe…

Do louco:
– Eu agora estou falando com as paredes…
– Aquela nuvem que passa, lá em cima sou eu…

Das gêmeas siamesas:
– Não esta sendo fácil viver assim, você esta grudada em mim…

Dos anões:
– Ai eu me afogo, num copo de cerveja…

Da virgem:
– Como e que uma coisa assim, machuca tanto…

Do OB:
– Debaixo dos caracóis dos seus cabelos…

Do sutiã:
– Desde que te conheci, nunca te tirei, daqui, do meu peito…

Do ciclista empolgado:
– Vou dar a volta no mundo, eu vou…

Da tuberculose:
– Deve estar dentro do peito…

Do sexo anal:
– Quero ver você não chorar, não olhar para trás, nem se arrepender do que faz…

Do surfista tarado:
– Como uma onda no mar…

Do desodorante vencido:
– Quando você passa eu sinto o seu cheiro…

Da mulher aos 40:
– Nada ficou no lugar…

Da menstruação:
– Pinga ni mim, pinga ni mim…

Da menstruação atrasada:
– A semana inteira, fiquei esperando…

Do japonês excitado:
– Meu pintinho amarelinho, cabe aqui na minha mão…

Do vaso sanitário:
– Senta aqui, não tenha tanta pressa, senta aqui…

Do surdo:
– Eu presto atenção no que eles dizem, mas eles não dizem nada…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s