Lições

LIÇÕES

Lição número um:

Um urubu está pousado numa árvore sem fazer nada o dia todo.
Um coelhinho viu o urubu e perguntou:
“Posso sentar como você e ficar fazendo nada o dia todo?”
O urubu respondeu:
“Claro, por que não?”
Assim, o coelhinho sentou-se embaixo da árvore e ficou descansando.
Subitamente apareceu uma raposa que saltou sobre o coelho e o comeu.

Moral da estória: Para ficar sentado sem fazer nada, você precisa estar sentado muito, muito alto.

:o)

Lição número dois:

O peru estava batendo papo com o touro.
“Eu adoraria ser capaz de chegar ao topo daquela árvore”, suspirou o peru, “mas não tenho força.”
“Ora, por que você não come um pouco do meu esterco?”, replicou o touro. “Ele tem muitos nutrientes.”
O peru bicou um pedaço de esterco e verificou que realmente isso lhe dava a força necessária para chegar ao primeiro galho da árvore.
No dia seguinte, depois de comer mais uns bons nacos de esterco, ele chegou ao segundo galho. Finalmente, depois de duas semanas comendo esterco do boi, do búfalo, da zebra, etc., ele estava orgulhosamente empoleirado no alto da árvore. Imediatamente foi visto por um fazendeiro que atirou nele.

Moral da estória: Qualquer bosta pode levá-lo ao topo, mas não o manterá lá.

Respeito ao Enterro

RESPEITO AO ENTERRO

O sujeito estava no boteco tomando umas cachaças, jogando uma partida de dominó com mais três amigos, quando vê um enterro passando pela rua.

Mais que depressa ele interrompe o jogo, levanta-se, vai até a porta, tira o chapéu e fica observando o cortejo, durante vários minutos, em silêncio, com semblante visivelmente entristecido.

Quando o féretro termina de passar, ele recoloca o chapéu na cabeça e volta a sentar-se.

— Esse foi o gesto mais comovente que eu já vi em toda a minha vida! — comenta um dos amigos. — Acho que todos deviam seguir o seu exemplo.

— Bem, depois de quinze anos de casado, acho que era o mínimo que eu poderia fazer!

Lição de vida

LIÇÃO DE VIDA

Um mendigo maltrapilho entra no bar e pede a um freguês que lhe pague um café. Com pena, o cara lhe oferece uma cerveja.

O mendigo diz:

– Não obrigado, não bebo, só quero o café.

O rapaz se oferece para comprar um bilhete de Loteria.

– Não obrigado, eu não jogo, só quero o café.

Com toda gentileza, o rapaz lhe oferece um cigarro.

– Não fumo, eu só quero o cafezinho mesmo – recusa o mendigo.

Penalizado, o rapaz diz que lhe paga uma noitada com uma prostituta.

– Não obrigado, eu não traio minha mulher, só quero um café, só o café.

Então o rapaz leva o mendigo para sua casa e diz para a mulher lhe preparar o melhor café do mundo. Curiosa, ela pergunta ao marido:

– Por que você trouxe esse mendigo sujo, fedido, para tomar café aqui em casa?

– Ele merece. É uma verdadeira lição de vida que você vai aprender. Eu o trouxe para te mostrar como fica um homem que não bebe, não joga, não fuma e não dá umazinha fora de vez em quando!