Comportamento do homem no mictório

COMPORTAMENTO DO HOMEM NO MICTÓRIO

TIPO SOCIAL
Mija junto com seus companheiros, mesmo que não sinta vontade, diz que não custa e que dá prazer ser solidário.

TIPO TÍMIDO
Não consegue mijar na frente dos outros, diz que já mijou e que mais tarde voltará.

TIPO BARULHENTO
Assobia, cantarola enquanto mija, fala forte, sacode-se todo.

TIPO NERVOSO
Não acha a abertura da cueca, fica afobado e, zangado, arranca o botão da calça.

TIPO LOUCO
Mija nas calças, nas pernas, nos sapatos, vai embora com a calça aberta, arruma o saco e a camisa dentro da calça já fora do banheiro.

TIPO ESPERTO
Mija sem segurar a ferramenta e, enquanto isso, conserta a gravata.

TIPO DISTRAÍDO
Abre o colete, puxa a gravata e mija na calça.

TIPO VAIDOSO
Abre os cinco botões, quando bastaria um só.

TIPO BRUTAL
Bate a ferramenta na beirada da privada para fazer cair as últimas gotas e depois torce.

TIPO FRÍVOLO
Diverte-se mijando contra a corrente de água, embaixo ou lateralmente da bacia, tenta mijar nas moscas ou na pedra de desinfetante pendurada na privada.

TIPO CURIOSO
Cada vez que vai mijar faz uma inspeção minuciosa na ferramenta para ver se está tudo em ordem.

TIPO HIGIÊNICO
Pega com toda a cautela a ferramenta, enxuga-a com papel higiênico para não molhar a cueca. Lava bem a mão com sabonete e desinfeta com álcool.

TIPO ALEGRE
Enquanto mija conta vantagem, ri sem parar, caçoa da ferramenta dos outros e, acabando de mijar, sacode a ferramenta como se fosse um chocalho.

TIPO SUSPEITO
Ao mijar peida silenciosamente, cheira o ambiente de tal forma que deixa todos curiosos para saber quem foi, e depois olha significativamente para um vizinho, acusando-o veladamente.

TIPO ALEIJADO
Mija no chão, no sapato, na calça e até nos que estão ao lado. Pede desculpas e, para que ninguém o critique, comenta que precisa ser operado da fimose.

TIPO RESMUNGÃO
Fica parado, incerto, começa a dizer palavrões, amaldiçoa tudo que vê. Faz força para mijar e nada consegue, faz força novamente e nada. Tenta mais uma vez e se desespera. Ficando com o saco cheio, de raiva guarda a ferramenta sem ter mijado e vai embora resmungando.